segunda-feira, 11 de junho de 2012

Pentecostais Inconstantes



                                                          
                                                                            



Pra começar, certa vez um pesquisador saiu em busca de material para começar a escrever um livro, o nome: “Você é Pentecostal?”.  As respostas à pesquisa, ou melhor, a resposta dos “pentecostais” desanimou o pesquisador. Senhor pesquisador, um conselho esqueça o “Você é pentecostal?”, pensamos em outro nome: “Nós, Os Pentecostais Volúveis!”. 
O Pentecostal Inconstante (PI) muda facilmente, não tem estabilidade, nem sempre aprende o que é bom, aprendem-se manias.  O PI utiliza clichê “Gospel” barato que assemelha ou deixa tomar o lugar das Escrituras.
O PI deveria pensar como aqueles que estão de acordo com os lugares celestiais, em vez disso, está em lugar-comum.
O PI deixa de seguir a sequência e a consequência do Pentecoste, tornando –se inconsequente.
No plural, os PI´s estão separados em todos os lugares. Não ouvem o som que vem do Céu. São duros, firmes em suas convicções que não sentem o abalo e a impetuosidade do vento. Não estão esperando (sentados) como ele ordenou, estão dispersos, andando de um lado para o outro, ansiosos e ociosos.
Não se vê mais línguas estranhas entre os PI´s (só as que já foram produzidas há tempos), parou a fabricação, esqueceram a matéria que se usa na receita, não lembram mais daquele tempero especial.
Entre os PI´s não há mais distribuição (De quê? De nada), armazena-se para si próprio (O que tens para quem será?).
Os PI´s estão “meio” cheios do Espírito Santo, mas, completamente encharcados e embriagados de si mesmos.
Eles (os PI´s) falam por si mesmos e não como Ele concede. Profetizam (raramente), têm visões (i.e, superstições), sonhos que estão mais para fantasias e ilusões.
E, por final quem é PI gosta muito de campanhas. Ah! Lembrei agora... Aquele pesquisador supracitado, se vacilar vai deixar de escrever, e vai se dedicar a fazer campanhas por ai a fora! O nome da primeira? “A chave da porta dos fundos”. Por quê? Do jeito que estamos não vamos entrar pela porta (da frente). Solução: obteremos (não sei como) a chave das janelas, ou melhor, da porta dos fundos.  
                   

Fernando José, em 29/ 04/ 2012.



Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Postar um comentário