quinta-feira, 6 de junho de 2013

Quando Avivamos...




Avivamento: Polissílabo. Várias sílabas que não são sinônimos de “Bicho de (7) sete cabeças” ou, algo parecido com aqueles monstros lendários e marinhos da época das Grandes Navegações. Avivamento vem de Deus para os homens de boa vontade; com vontade de buscar, de verem as coisas ordenadas/ organizadas.
Quando avivamos têm-se em relevo a identidade cristã, não ficamos à parte das coisas, e sim, à par. Quando avivamos damos importância ao LIVRO, não desprezamos o conhecimento, nos preocupamos com o que se passa no mundo, como disse John Wesley: “a Bíblia em uma mão, e o jornal na outra”. Quando avivamos temos opinião, sabemos o porquê das coisas. Se avivarmos palavras como DESRESPEITO, INUTILIDADE, DESVALORIZAÇÃO, DESMERECIMENTO, BAIXA ESTIMA, DESATENÇÃO, estarão excluídas do nosso dicionário.
O Avivamento emana de Deus para seu povo, i. e., o povo ouve a palavra Dele (Habacuque 3. 2), pede, clama, alcança (de forma genuína) e cuida para que tenha continuidade. Avivados em Deus, renovados em Deus, tendo como centro a presença de Deus!


Contei com o auxílio bibliográfico de: REVISTA DE JOVENS E ADULTOS. Ed. Betel – 1° Trimestre 2013


Por Fernando José

Postar um comentário