terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Gratos a Deus




Gratos a Deus pela oportunidade de viver, de crê, nascer de novo, ter aceitação em sua família, praticar, anunciar... Gratos pelo combate, pela aflição, por todas as coisas que trabalham junto conosco a fim de demonstrar o Seu Poder e leva-nos a entender que há alguém que se preocupa conosco, que vem a nosso favor! Gratos a Deus pelo Seu ouvir. Gratos a Deus pelo Seu livramento. Livramento das angústias. Gratos pelo Resgate Divino. Gratos pela Sua guarda, pela segurança. Gratos pelos anos de vida. Gratos pela oportunidade de servir. Gratos porque Ele não se esquece do Seu povo. Ele se lembra de nós. Gratos pelos bens, pela renda, pelos celeiros! Gratos pela figueira que floresce, e, ainda que ela venha secar, Teu é o poder! Estamos em boas mãos...
Por Fernando José. 

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

FILHOS DE DEUS (N° 51)



FILHOS DE DEUS
Ter o poder de tornar-se filho de Deus:
É ter o momento oportuno de viver o impensável;
É sentir na caminhada cotidiana o compartilhar de Deus sobre as nossas vidas;
É viver na luz em meio à escuridão;
É ser edificado a cada dia;
É estar subordinado a um Deus transcendente que tem a prática de tratar bem a sua família;
É ser adotado;
É ser jovem;
É receber conhecimento e habilidade do alto;
É ter seriedade, agindo com sabedoria;
É ter disposição, ser movido pela força do Senhor.
Por Fernando José.


quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

AS CIRCUNSTÂNCIAS (N° 50)




AS CIRCUNSTÂNCIAS
Devemos entender que as circunstâncias contribuem para o nosso progresso, pois estão juntas conosco para um fim comum, e, nessa viagem que é a vida humana temos a circunstância como companheira. As circunstâncias são provas para levar o provado à aprovação, a um ponto elevado. Em resumo, são os combates que nos ajudam a chegar com precisão ao destino da viagem.
Por Fernando José.

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

CONVERSÃO [2] - (N° 49)



CONVERSÃO [2]
Quando Cristo concede nova vida, a velha natureza é removida e o coração transformado, enfim, somos levados a confiar no Cristo de Deus. O convertido não confia na carne, ele serve a Deus e se gloria Nele. O convertido faz homenagem a Deus, prestando-lhe culto com inteligência. Não é a mão humana que faz a obra espiritual e interior na vida do convertido, é operação do Espírito Santo!
Por Fernando José.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Não Curto o Natal...



Não Curto o Natal...

Não curto o Natal Capitalista que tem por objeto o dinheiro. Não curto o Natal que tem como símbolo principal um velho desconhecido, que toma o lugar do Deus que nasceu...
Há mais de uma década vi nos livros que o nosso Natal, pelo menos o Ocidental, é uma data imposta pelo papismo, uns seis séculos após o evento – o Nascimento de Cristo. A partir daí, deixei, em parte, de celebrar. A descoberta fez com que parte da  festa ficasse sem essência, sem sentido.
Não curto o Natal da Bondade Mensal (só em dezembro). Prefiro a bondade natalina de toda uma vida, ou pelo menos em boa parte dela. Não curto o Natal Hipócrita que é realizado nas empresas, na mídia, na política, no comércio e, quem diria, nas igrejas. É como se tirássemos o dízimo anual: brigamos, açoitamos, espancamo-nos, bajulamos, prejudicamos e maldizemos durante 11 (onze) meses e, no último, vivemos o Natal Carnavalesco, cada um com sua máscara; é o Natal do Confete, das pinturas, da festa mal festejada.
Mas, há uns poucos elementos nessas festas natalinas que produzem grandes resultados:
1)A oportunidade de alertar a humanidade quanto ao nascimento do Rei e Deus forte:  Cristo, o Príncipe da Paz! Na época do Natal, a influência dos Evangelhos, ou a manifestação Cristocêntrica, torna-se mais forte. O hesterno é hodierno. Sentimos uma porção da dimensão natalina do Cristo; há um quebrantamento nos corações. É a oportunidade de ouvir, mais uma vez, que o Cristo nasceu e, de forma contínua, nasce em nossas vidas.
2)É o momento família; a família que é uma Instituição Divina e que, se estiver em decadência, não haverá remendos substutivos seja político, social, cultural, medicinal e outros ‘AL’.
Já que o ‘nosso Natal’ tem várias faces. Porque não aproveitar a melhor parte. Enquanto isso... Continuo afirmando: “- Não curto o Natal...”, apenas pego o que tem de bom do lado bom!

Por Fernando José.



Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

CONVERSÃO [1] - (N° 48)



CONVERSÃO [1]
Falar de conversão é mostrar mudanças, é tocar no centro. É mostrar que o mundo (estrutura pecaminosa da sociedade) não atende às nossas necessidades. É demonstrar que a nova visão, oriunda de Deus, é superior à velha. É rejeitar o inadequado e constatar que o novo foi apresentado às nossas vidas e não podemos abrir mão disso. Conversão é transformação em degraus. Conversão é coração, não denominação evangélica. Conversão é viver uma vida correta, procurando agradar Àquele que fez a convocação.
Por Fernando José.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

ENQUANTO PODE (N° 47)



ENQUANTO PODE
Enquanto pode:
Busque ao Senhor, invoque-o;
Desfrute da Sua misericórdia;
Aproveite o apagar das transgressões que vem da parte Dele;
Aproveite para ser lavado (a) da iniquidade;
Deixe-se ser purificado (a) do pecado;
Esteja nas mãos de Deus;
Sinta o agir Dele;
Viva o tempo de paz;
Seja avivado (a);
Peça a Deus para te ajudar na incredulidade;
Veja o impossível tornar-se possível;
Seja belo (a), seja formoso (a);
Sinta Cristo tomando-o (a) pela mão, levantando-te;
Louve ao Senhor;
Tema ao Senhor.
Por Fernando José.



sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

EU E JUDAS (N° 46)



EU E JUDAS
Passamos parte de nossa vida apoiando, orando,incentivando e ensinando àqueles que têm um chamado, mas que, no momento, encontram-se desregrados, infiéis, sem alicerce, em falhas e cheios de sanções reprovativas. Não são poucos os que vivem nesse tipo de “submundo cristão”, porém, depois de um processo em que são lavados e aceitos moral e espiritualmente pelos demais, se enaltecem, deixam a simplicidade, abandonam a humildade (talvez fosse só fachada) e, no primeiro erro de quem os ajudou, ou nos rumores ainda não confirmados de que houve tal erro, abandonam-nos e agem com descrença. Em resumo, alguns recebem ajuda de uma mão amiga e quando esta precisa de apoio, agem com indiferença, vendem o amigo por algumas moedas (cargos, funções eclesiásticas, amizades não amistosas...). Entrega-se o amigo ao império do mal, ajuda a cuspi-lhe na face, dá a cana ao carrasco para feri-lhe, prepara a cruz para o seu fim!
Por Fernando José.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O CULTO NOSSO DE CADA DIA (N° 45)



O CULTO NOSSO DE CADA DIA
O crente não viverá só de celebração. A celebração nada mais é que a reunião de cultos. Meu culto, seu culto, nosso culto, juntos, formam a celebração. A celebração mais comum, a de Domingo, é complementada com outras celebrações durante o período semanal. As reuniões Pentecostais e Neopentecostais (“do fogo”, “da glória”, “do milagre”, “da benção”, ”do mergulho”, “da muralha”) têm, em parte, o seu valor, assim como o sistema litúrgico histórico-tradicional “devagar e sempre” atrai e edifica. Só que anexo às reuniões e liturgias das igrejas há o modo de viver, que é o culto nosso de cada dia! Antes de nos envolvermos na celebração, haverá a oferta individual e, através dele, chegamos ao entendimento de que ao nos reunirmos haverá compartilhamento de bênçãos e divisão de responsabilidades. A nossa roupagem santa e sacerdotal não se restringe apenas à celebração nos templos, ela transcende vestes-nos no nosso cotidiano. Há um modus vivendi cristão que é mais importante que o dízimo, a oferta, o templo, a campanha e outras coisas mais... Sejamos sempre reformados e renovados, andemos por fé, fazendo um culto racional e que o óleo esteja constantemente sobre nossas cabeças no nosso dia-a-dia!
Por Fernando José.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

CRISTÃO: UM APRENDIZ... (N° 44)



CRISTÃO: UM APRENDIZ...
AO APRENDIZ É DADO O ESPÍRITO, ESSE ESPÍRITO MOVE - SE, AGE NO INSTRUÍDO, CONCEDENDO-LHE DONS (1 Co 12.7-11) “PARA O QUE FOR ÚTIL”, E, “O MESMO ESPÍRITO OPERA TODAS ESTAS COISAS”. RESUMINDO: O ESPÍRITO QUE DÁ E OPERA O FAZ COM EQUILÍBRIO, PRUDÊNCIA, MODERAÇÃO, BEM APLICADO. SE ASSIM É, TRANSMITIREMOS AS QUALIDADES SUPRACITADAS.
Por Fernando José.


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

ATOS DOS APÓSTOLOS E A IGREJA ATUAL (N° 43)



ATOS DOS APÓSTOLOS E A IGREJA ATUAL
Atos 2. 42-47 é um exemplo de grande estima entre os cristãos, mas, não devemos esquecer que existe outro trecho (no mesmo livro) que merece nossa atenção (6.1). A diferença, o desprezo e a discriminação começaram a surgir. Fim da comunidade? Não! Instituíram pessoas responsáveis para este setor (vv. 2-5). Resultado (mais uma vez): v.7! Cristãos hodiernos: estaremos em multiplicação em nossas igrejas, mas, problemas surgirão (principalmente o da obra social); nesses momentos, onde estarão os líderes espirituais? Onde estarão os solucionadores de problemas? Quem irá definir os papéis? Quem estabelecerá procedimentos? Quem irá fazer escolhas? Quais serão escolhidos?

Por Fernando José.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O JEJUM (N° 42)



O JEJUM
O jejum é uma prática observada em diversas religiões milenares... Trilhando um caminho, pelas passagens bíblicas, rumo ao conceito de jejum, podemos constatar que no Antigo Testamento há uma orientação divina referente ao modo correto de praticá-lo. Aqui, unimos ritual e prática:
· Jejuem e soltem aqueles que foram presos injustamente.
 · Jejuem e tirem o peso daqueles que sofrem.
· Jejuem e não batam uns nos outros.
· Jejuem e acabem com todo tipo de escravidão.
· Jejuem e repartam.

Por Fernando José.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

NEEMIAS E A CHAMADA (N° 41)



NEEMIAS E A CHAMADA
Neemias traz elementos fundamentais para exercer a sua chamada, dada por Deus:
1. Preocupação com a terra natal (1. 3,4; 2. 3,5). Neemias seguia à risca Salmos 137. 5,6.
2. No momento difícil em que tomou conhecimento dos sintomas que grassava seu povo, vestiu-se da armadura (jejum e oração) para a guerra.
3. Usou recursos disponíveis (acesso ao rei) para elaborar o escape.
4. Tinha força/vigor para encarar as obras desafiadoras.
Por Fernando José.


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O PEDIDO DE NEEMIAS (N° 40)



O PEDIDO DE NEEMIAS.
“... Agora, ó Deus, aumenta as minhas forças.” (Ne 6.9)
 Para enfrentar a conspiração, Neemias pede a Deus que o torne mais forte, mais robusto, que o encha de provisões de forma que esteja preparado para a defesa, pede encorajamento diante do medo. Precisamos fazer o mesmo: pedir a DEUS o aumento, o amadurecimento e o crescimento espiritual, tornando-nos maior do que éramos. Pediremos a Deus energia, para sermos parte essencial, agindo com legitimidade no seu Reino...

Por Fernando José.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

COMO FAZER PARTE DA IGREJA? (N° 39)



COMO FAZER PARTE DA IGREJA?
Primeiro, haverá a pregação. A doutrina de Cristo é proclamada, anunciada. Em segundo lugar, mediante a pregação, haverá a aceitação. O ouvinte admite que o sermão fala da Verdade, reconhece seu estado, concorda com o que está sendo oferecido. Por último, haverá a filiação, ou seja, o ouvinte convicto do que está fazendo (pois o Espírito influencia-o: convencendo do pecado da justiça e do juízo), entra num relacionamento com Cristo, conecta-se com Ele, dependendo Dele. Quando se entra em comunhão com Cristo, consequentemente interliga-se com os demais que estão unidos a Ele!
Por Fernando José

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

SOLIDARIEDADE (N° 38)




SOLIDARIEDADE
A verdadeira prosperidade traz anexa em si, ideias, ideais, conceitos, realizações, influências e referências. Sendo assim, essa particularidade existente na vida do próspero se expandiria para a vida dos demais (coletivo), influenciando-os, acompanhando-os e resgatando-os... Em resumo, esse potencial e diferencial que a prosperidade traz para a vida do ser humano teria como meta/objetivo a solidariedade e provimento aos necessitados!

Por Fernando José

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O SAL E O DISCÍPULO (N° 37)



O SAL E O DISCÍPULO
O SAL QUE, NOS TEMPOS ANTIGOS, JÁ FOI CONSIDERADO COMO ARTIGO DE LUXO (“OURO BRANCO”), AGE COM A CAPACIDADE DE DESTRUIR OS MICRÓBIOS, TENDO COMO UMA DE FUNÇÕES, DESINFECTAR! CONSIDERAÇÕES SOBRE O SAL: DEVE SER USADO EM QUANTIDADE HARMÔNICA, EM BOA PROPORÇÃO. SEU GASTO DEVE SER EM JUSTA MEDIDA. DEVE SER APRECIADO COM PRUDÊNCIA. COMPARANDO COM O DISCÍPULO: AO APRENDIZ É DADO O ESPÍRITO, O MESMO SE MOVE /AGE NO INSTRUÍDO, CONCEDENDO-LHES DONS (1 Co 12.7-11) “PARA O QUE FOR ÚTIL”, E, “O MESMO ESPÍRITO OPERATODAS ESTAS COISAS”. RESUMINDO: O ESPÍRITO QUE DÁ E OPERA O FAZ COM EQUILÍBRIO, PRUDÊNCIA, MODERAÇÃO, BEM APLICADO. SE ASSIM É, TRANSMITIREMOS AS QUALIDADES SUPRACITADAS.

Por Fernando José.


sábado, 7 de dezembro de 2013

A ESCRITURA: ALCANCE E UTILIDADE.




Em Deuteronômio 32.2 a Doutrina Verdadeira é comparada as gotas da chuva, ou, como o orvalho que caem sobre as ervas/vegetação nos campos, a fim, de trazer vigor, vitalidade e fertilidade: “Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva.”Essa Doutrina nos alcança da seguinte forma: “EU OUÇO A PALAVRA. POR ELA SOU FEITO NOVA CRIATURA. SENDO ASSIM, SOU EQUIPADO, PELAS ESCRITURAS, PARA PRODUZIR BOAS OBRAS”.
A Escritura é proveitosa (õphelimos). Útil e lucrativa para:
- dar instrução;
- treinar;
- informar;
 - anunciar;
 - expor;
- condenar o erro;
- mostrar onde nossa direção/rumo está em discórdia, lutando com os caminhos de Deus;
 - restaurar;
- melhorar vida;
- melhorar caráter;
- disciplinar;
- regular;
- transmitir conhecimentos acerca do que é direito, induzindo-nos a fazer o que é direito.


Referências Bibliográficas 
Almeida RC. 
Dicionário VINE, M. Unger / W. White Jr. / W. E. Vine - Editora Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) 
Dicionário Mini Aurélio Século XXI – FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda (Editora Nova Fronteira, 2001).
Lições Bíblicas CPAD.

Por Fernando José.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O nosso 'Evangelho' (Um Pensamento)


GUARDAR O CORAÇÃO (N° 36)


GUARDAR O CORAÇÃO
Diante dos variados bens, móveis e imóveis, dinheiro que o cristão tem ou poderá vir a possuir/adquirir, será preciso que o mesmo arranje meios de se defender, adquirindo proteção, se preservando, tomando conta do coração, colocando-o no lugar onde deve estar (em Deus)! Observará de forma investigativa seu estado, situação, verificará a sua vida com a finalidade de dirigir, ou melhor, deixar-se ser dirigido por Deus. Fará a revista do seu cotidiano, procurando cada parte de um todo, tendo em mente que temos a incumbência de buscar a direção para o bom encaminhamento da nossa vida pessoal e, consequentemente, nas relações interpessoais. Não devemos, diante do que o Senhor Deus nos concede, elevar nosso coração, divinizando-nos, edificando um altar de nós mesmos! Em vez de levantarmos muros para fortalecer nossas jactâncias e vanglórias, levantemos um para esconder/proteger a nossas almas, firmados na Rocha: “... e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.” (Colossenses 3:3).

Por Fernando José.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

O GRANDE VALOR DAS MULHERES (N° 35)



O GRANDE VALOR DAS MULHERES
Cristo iniciou a obra mostrando o Grande Valor das Mulheres, e, os homens, meros terráqueos, ainda que indiretamente, dão continuidade à essa verdade que foi demonstrada outrora. Belas são as Mulheres, Benditas são Elas... São elas os rubis da Terra, elas iluminam o mundo... Simbolizam sabedoria, prudência, riqueza, sobriedade, confiança, reverência, capacidade, amor, pureza, bondade, bênçãos, enfim, são "as Mães de toda Humanidade". E, para concluir, à semelhança de Adão, quem vive sem elas?
Por Fernando José.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O DOM QUE EU TENHO... (N° 34)



O DOM QUE EU TENHO...
Use o seu dom, não abuse... Ajoelha, ora... Recarregue as tuas energias. Não deixe a ferramenta enferrujar por falta de uso; Alimente o dom, renove-o, pratique...
Por Fernando José.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

FICAR NA VOCAÇÃO (N°33)



FICAR NA VOCAÇÃO
Mude de situação, de posição... Esteja em pé, sentado, ajoelhado, de cócoras, deitado... Use a mão direita, também utilize a esquerda quando aquela cansar; Endireite-se, ajeite-se ou desajeite-se... Canse e descanse. Durma e acorde! Inspire e respire... Todavia, a vocação não será mudada (Romanos 11.29).
Por Fernando José.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

CRISTO: VIDA (N° 32)



CRISTO: VIDA
Às vezes indagamos: - Qual é o objetivo de Deus ao permitir que eu viesse ao mundo? São muitas e muitas perguntas. Não é? Há momentos que nossa vida parece não está em atividade, sem condição de existência. São problemas familiares, financeiros, sentimentais, etc. Incontáveis problemas. Mas, é bom saber que existe ALGUÉM preocupado com a sua situação: JESUS CRISTO, A VIDA. Você precisa de um novo sentido na vida, uma nova condição de viver. SE ENTREGUE A ELE E VERÁS TRANSFORMAÇÃO DE VIDA! A VIDA EM SUA VIDA...
Por Fernando José.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

CRISTO: VERDADE (N° 31)



CRISTO: VERDADE
 Vemos, no dia-a-dia, diversos acontecimentos: alguns reais, outros fictícios e, outros mentirosos. Propagandas enganosas, promessas não cumpridas e palavras mal proferidas estão á nossa volta. A palavra VERDADE significa estar de acordo com a realidade. Só as palavras de Jesus Cristo estão isentas de erros, pois Ele é a Verdade. Compreenda melhor que o que Ele promete não é balela, é REAL! ELE PROMETE: VIDA, LIBERTAÇÃO, ALEGRIA, CURA DIVINA, VITÓRIA... TUDO ISSO É VERDADE!
Por Fernando José.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

CRISTO: CAMINHO (N° 30)



CRISTO: CAMINHO
Quando você segue um caminho, tem um destino. Podemos entender que Cristo é a passagem pela qual o homem chega a Deus. Ele é a direção a ser seguida. Quando você passa a observar e seguir as palavras do Senhor Jesus, você está caminhando em direção a Deus. Jesus é o Caminho que leva a Deus. Observar bem: O Caminho. A vogal “o” está na posição de artigo definido, ou seja, especifica Cristo como “Único Caminho” pelo qual o homem chega a Deus. DEU PRA ENTENDER? NÃO FIQUE AÍ PARADO (A)! SIGA O CAMINHO QUE É CRISTO...
Por Fernando José.


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

CASA ESPIRITUAL (N°29)



CASA ESPIRITUAL
1 Pedro 2:5: “Vós também... sois edificados casa espiritual ...”
 3 (três) considerações sobre “CASA”: 1) É o mesmo que MORADA. MORADA é o lugar onde se mora, lógico. Mas, tem algo importante, aqui, para observação. Preste a atenção “onde se mora”. Alguém mora, alguém se estabeleceu ou tem domínio sobre o termo “lugar”. Vejamos: Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. (João 14. 23) Há prova de amor quando a palavra é guardada. Quando isto acontece (prova de amor), o amor de Deus entra em ação (“... meu Pai o amará...”). Quando há amor, há também o desejo de ficar próximo, bem juntinho... Então se cumpre a palavra: “... e viremos para ele, e faremos nele morada.” Entendeu? Tu és MORADA de DEUS. Ele quer estar bem próximo a ti, juntinho. O desejo Dele é este: fazer MORADA em ti. 2)Tem o sentido de “MANSÃO” que é uma grande e luxuosa morada. Isso quer dizer que além de sermos morada de DEUS temos um grandíssimo valor para Ele; É permitido dizermos que somos mansão de DEUS, porque Ele fez-nos grandes. Em nós habita as riquezas de DEUS; somos ornamentados pelo SENHOR. 3) temos a ideia de “Lar”. LAR é o lugar onde se mora com a família (ou terra natal). LAR pode ter o significado também de “A PRÓPRIA FAMÍLIA”. Observe: quem mora no lar, (na maioria das vezes) mora com a família. A família de DEUS é o seu povo. Resumindo: Deus mora em você e você faz parte dos Seus planos. Você é um complemento da família Dele e tem vital importância...
Por Fernando José.


terça-feira, 26 de novembro de 2013

LIDERANÇA [3] (N° 28)



LIDERANÇA (3)
Liderança é sinônimo de direção (guiar), transformação, motivação, influência, objetividade, liberdade, determinação, consulta, participação, decisão (em grupo), estimulação, assistência, crítica (de fatos), visão, conselho, relação (harmonia), pressão (quando necessário, se houver execução de tarefa mal-feita), instrução, flexibilidade, etc. Existe um contraste entre liderança com autoridade e liderança autoritária. A primeira referência diz respeito aos sinônimos supracitados, já na segunda há, em vez de situação opinativa, deliberação, i.e., as decisões já vêm prontas, enlatadas, mecanizadas, há individualismo (“o líder por si só basta” é a regra maior); aqui, as opiniões dos liderados não têm muita importância (são aceitas com desdém), há confronto de opiniões/decisões; nas situações mais graves, o líder quer ser biscoito “cream cracker” 3 em 1: manda fazer, dá ordens de como fazer (a seu bel-prazer), quer ditar seus próprios procedimentos... Faltam estratégias (para esse tipo de liderança, o importante é concluir a tarefa, dar o trabalho por concluído, não levando em conta que a casa começa do alicerce, não do telhado).
Por Fernando José.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

ESTAMOS VERDADEIRAMENTE PREGANDO O EVANGELHO? (N° 27)



ESTAMOS VERDADEIRAMENTE PREGANDO O EVANGELHO?
Convidamos as multidões para salvação, enquanto não temos certeza da própria. Convidamos para cura, enquanto recorremos para os nossos próprios esforços, deixando de investir no sobrenatural e, duvidamos quando ela acontece. Conclamamos para a libertação, quando carecemos da mesma. Falamos da nova dimensão, quando vivemos naquela velha desunião. Não é necessária a propaganda sutil por parte das igrejas, a fim de disputar com outras denominações, para todos presenciarem, quem tem o melhor pregador, o (a) melhor cantor (a), quem tem melhor nome, quem está crescendo mais, quem tem e pode ganhar mais dinheiro (por falar em “Money”, as denominações estão mais preocupadas com a conversão do bolso do que com a da alma, que é mais preciosa pra Deus). A concorrência da Igreja, segundo a Bíblia, não é contra si mesma e sim contra as astutas ciladas do diabo! (Efésios 6.10-11) Pregar o Evangelho significa pronunciar sermões acerca da Doutrina de Cristo, preconizar a Norma que é tida como verdadeira. Isso quer dizer que, a regra que a Igreja proclama não deve ser utopia, fantasia ou estória...
Por Fernando José.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

MORTO, VIVO! VIVO, MORTO! (N° 26)


MORTO, VIVO! VIVO, MORTO! 
Nos dias atuais, várias são as coisas que nos cercam: coisas que percebemos pelo sentido, algumas que não percebemos, coisas que tem utilidade, outras que não tem... Há coisas materiais e imateriais... Há vida, há morte (UMA HORA VIVO, OUTRORA MORTO), há coisas que perderam o padrão e a qualidade! Mas, em meio há todas essas coisas, há uma base, um sustento (CRISTO) que diz: “Estou fazendo novas todas as coisas!” (Apocalipse 21:5). Em outras palavras, Ele diz: TRAGO RENOVAÇÃO INTERIOR PARA SUA VIDA. MOSTRO O CAMINHO. GUARDO ALGO PARA TI. TENHO PARA TI UM NOVO PADRÃO DE VIDA. REGENERO A TUA VIDA, TRAZENDO O VERDADEIRO CONHECIMENTO. CHEGUE-SE A ELE PARA QUE A MORTE (NOS DIVERSOS SETORES) TORNE-SE VIDA!
Por Fernando José.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

ORDEM E PROGRESSO... (N° 25)


ORDEM E PROGRESSO PARA A SUA VIDA!
O Deus que criou os céus, a terra, o mar e tudo o que neles existe é um Deus de Ordem, pois, para Ele, cada coisa tem seu lugar: chuva, sol, frio, calor, respiração para todos, mantimento para todos, enfim, todas as coisas... Deus é um Deus de Progresso, que, através de Seu Filho, Cristo Jesus, nos concede SALVAÇÃO, VIDA NOVA, NOVIDADE DE VIDA. Ele deixa, diante de você, a OPORTUNIDADE que NINGUÉM pode conceder, te leva a MUDAR DE VIDA, através do CRISTO você pode PROGREDIR.

Por Fernando José.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

AMIGO? (N° 24)


AMIGO?
A Bíblia deixa claro: "Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar." Salmos 41:9. Mas é bom saber que, em cumprimento à profecia na vida de Cristo, mesmo depois desse evento, mediante a Cruz, houve ressurreição, luz, vida, salvação, redenção, perdão, libertação, quebra de cativeiro, etc. Os planos de Deus não podem ser impedidos e: "... sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." Romanos 8.28.
Por Fernando José.                                



terça-feira, 12 de novembro de 2013

LIDERANÇA CRISTÃ [2] (N° 23)


LIDERANÇA CRISTÃ (2)
Características do líder cristão:
HUMILDADE - traz a ideia de virtude, sensibilidade, modéstia, submissão, cordialidade, simplicidade, honestidade, respeito.
CORAGEM - enfrentar a fogueira, não se deixar negociar, ter habilidade para confrontar com ou sem medo, sobrepor barreiras com confiança, agir com força no combate.
PRUDÊNCIA - Ser prudente é: Prever, Ser sábio, Conhecer, Julgar  entre uma mão e outra, Distinguir, Agir conforme a regra e sob medida.
SABER LIDAR COM A OPOSIÇÃO.
MOTIVAÇÃO - O líder entende que o que leva o seu grupo a agir/fazer é o seu impulso que surge do interior dos liderados, por isso, auxilia-os em seus anseios, vontades, esperanças...
ORGANIZAÇÃO - Obtemos organização através do planejamento. Planejando, obteremos recursos (diversos) para atingirmos objetivos em equipe.
Por Fernando José.



segunda-feira, 11 de novembro de 2013

LIDERANÇA CRISTÃ [1] (N° 22)



LIDERANÇA CRISTÃ (1)
Qualidades que ratificam os aspectos da liderança:
O líder deve está bem informado, atualizado.
Preocupa-se com a sua terra.
Preocupa-se com o próximo (não somente com a família).
Sensibiliza-se ao ver determinadas situações.
Preocupa-se com o povo, principalmente os que estão em estado de calamidade.
Ora antes de tomar decisões em certas situações.
Não somente cria, também reconstrói.
Tem Determinação.
Adere ao Planejamento.
Incentiva.
Tem Preparação/Manuseio.
Tem Convicção.
Por Fernando José.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

O SOCIAL NA COMUNIDADE CRISTÃ (N° 21)


O SOCIAL NA COMUNIDADE CRISTÃ
Quando o social está presente na comunidade cristã, de forma viva, firme e operante, há desenvolvimento/crescimento; pessoas serão geradas, haverá aumento, progressão. Quando aplicamos esforços para entender e viver o “lado social” da Igreja, estamos preparados para vivermos em unanimidade: corremos para uma só direção, juntos, em união. E, nessa corrida, é preciso que cada um dos atletas esteja em perfeição (física e psicológica). Todos vão precisar se alimentar corretamente, vestir a roupa adequada, calçar o apropriado... Alguns vão está em último lugar (bem lá atrás), mas, sempre terão um lugar (aqui na frente) com o grupo, pois, não haverá disputas, daremos as mãos...
Por Fernando José.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

CABE A NÓS... (N° 20)



CABE A NÓS... 
Cabe a nós buscá-Lo em oração, sem fórmulas interesseiras e materialistas, cabe a nós a probidade, a decência, juntar o útil ao agradável, trabalhar (ser ativos profissional e espiritualmente, aplicar esforços na nossa luta espiritual, exercer o chamado que temos), caminhar na companhia Dele, observá-Lo atentamente (com o pensamento, com o olhar), seguir a Sua direção. Compete a nós, vencer o mal (com Ele), ter zelo (dedicação, afeição, diligência), firmeza, praticar atitudes corretas! 
Por Fernando José.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

SALVAÇÃO (N° 19)



SALVAÇÃO
 Deus deu. Ele cedeu, ofereceu. Ele não deu por salário, pagamento por algo que nós fizemos por Ele antes, não trabalhamos pra Ele, antes, porém, Ele escolheu aos seres humanos, imperfeitos, aqueles que erram e se escondem atrás das árvores, aqueles que inundam a terra com as suas malícias, aqueles que corrompem o sagrado, os mesmos que sempre duvidaram da sua Palavra; escolheu-os para lhes oferecer as suas dádivas! Não temos como pagar isso.
Por Fernando José.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

ARREPENDIMENTO (N° 18)


ARREPENDIMENTO
Quando nos arrependemos expressamos a transformação interior em nossas vidas. Através dele somos induzidos a receber o perdão divino, por ele pedimos forças, também, pedimos avivamento/despertamento. Desde os tempos antigos, na história do povo de Deus (registrada no Antigo Testamento), já se ouvia falar sobre “pano de saco”, “terra sobre si”, “terra sobre a cabeça”, etc. O início do Cristianismo foi marcado com a pregação que trazia em sua exposição a palavra “arrependimento”. Nos dias atuais, o pano de saco, a terra sobre a cabeça se torna simbólico, figurado. Temos o Espírito que nos convence. Ouvir a Palavra, dar crédito, crer com o coração, leva-nos a conversão. A palavra ouvida nos leva a contrição, faz-nos entrar em humilhação diante de Deus, quebrantamento na sua presença, mudamos de atitude, somos transformados. Antes, tínhamos o mundo e o pecado como ídolos, afora o entendimento entenebrecido. Agora, Deus está em primeiro lugar, houve uma REVIRAVOLTA, nossa vontade dominada; fomos desamarrados dos pecados, temos nossas atitudes mudadas...
Por Fernando José.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

PERSEVERANÇA (N° 17)


PERSEVERANÇA
Convido-te para sermos perseverantes. Quem persevera:
Não se deixa deteriorar.
Está firme.
Tem solidez, segurança.
Não se desloca. Não cessa.
Continua. Permanece, não deixando lugar para dúvidas.
Por Fernando José.


sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Unidade (N° 16)


Unidade 
A fé, o vínculo da paz, e a esperança não podem fragmentar-se! Cada cristão é uma parte que forma um todo nessa unidade. Somos chamados para estarmos em coesão, união. Estamos e estaremos em harmonia (deixando de lado denominacionalismo, convicções religiosas, digo, irreligiosas, etc.) destinados a movimentar, funcionar, executar, obedecer, pensar, influenciar, ser usado, atacar, defender... Enfim, estaremos posicionados, em atividade, juntos, para alcançarmos, com habilidade, nosso objetivo! 

Por Fernando José.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

PAZ (N° 15)


PAZ
Nas lutas, nas guerras, nas oposições de ideias, sentimentos e interesses, nas manifestações agressivas, nas disputas ardorosas, nos embates e contradições, como um paradoxo, em Jesus, temos ‘eirene’(sensação de descanso, satisfação, sossego, serenidade, relações harmoniosas, amizade), pois temos um “Deus de paz” (Romanos 15.33).
Por Fernando José.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

FIRMES EM CRISTO (N° 14)



FIRMES EM CRISTO
Quando estamos firmes em Cristo a probabilidade de não acertar é muito menor. Ele nos dá forças para cumprir, fazer, corresponder às expectativas, não trair a confiança. Com Ele, o fazer funcionar é real, e, em seu nome, suceder conforme o esperado. Quando as chuvas (com seus temporais) e as agitações vêm com o objetivo de arrasar tudo e todos, poderão até afligir, agoniar, causar consternação, mas (no nome Dele) não nos destruirá, não trará devastação ou ruína... Estaremos firmes nas promessas em amor, com alegria, andando iluminados pela Sua luz!

Por Fernando José.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

AMOR CRISTÃO (N° 013)


AMOR CRISTÃO
Amor: Palavra que é melhor exercitar (‘fazer valer’), do que tentar explicar, expor. A falta dele se tornou uma ferida no meio cristão. Tudo se resume nele. Amor é maior que o “APEGO” (consideração, estima entre as pessoas). O amor é maior (muito maior) que a VENERAÇÃO (“levantar a cabeça” de um ou uns, para honrarem, seguirem ou cultuarem). . Na veneração, os menores reverenciam/servem ao maior, i.e., o maior impera sobre os menores pelo fato de ter dons, privilégios, poder, bens, etc. Amor é BONDADE. Desse modo, O MAIOR (o que chegou antes, o que tem privilégios, o que têm dons) é quem serve, ajuda o menor, contribui para a melhora, compartilha... Esse AMOR está em Cristo.

Por Fernando José.

As igrejas não Igreja (Um Pensamento)



"As igrejas, que deveriam ser Igreja, tornaram-se Comércio, cada um vende a sua Marca"
(Fernando José)

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Gueto Teológico #8



"Quem não tem conteúdo fica mudo!"




VOCÊ É LUZ? (N° 012)


VOCÊ É LUZ?
A LUZ DOS DISCÍPULOS É SENSÍVEL AO OLHO HUMANO, POIS, OS DEMAIS SENTEM, PERCEBEM E APRECIAM... HÁ UM BRILHO, UMA LUZ VIVA, UM ESPLENDOR DE GLÓRIA OS CERCAM. O DISCÍPULO REFLETE, DÁ COR, FAZ SURGIR! TEM UMA VIBRAÇÃO ESPIRITUAL, DIVINA. SUA LUZ TEM UMA FONTE: DEUS. OS DISCÍPULOS, SENDO LUZ, TRAZEM: ESCLARECIMENTOS, COMPREENSÃO E INTENSIDADE.

Por Fernando José.