segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O SAL E O DISCÍPULO (N° 37)



O SAL E O DISCÍPULO
O SAL QUE, NOS TEMPOS ANTIGOS, JÁ FOI CONSIDERADO COMO ARTIGO DE LUXO (“OURO BRANCO”), AGE COM A CAPACIDADE DE DESTRUIR OS MICRÓBIOS, TENDO COMO UMA DE FUNÇÕES, DESINFECTAR! CONSIDERAÇÕES SOBRE O SAL: DEVE SER USADO EM QUANTIDADE HARMÔNICA, EM BOA PROPORÇÃO. SEU GASTO DEVE SER EM JUSTA MEDIDA. DEVE SER APRECIADO COM PRUDÊNCIA. COMPARANDO COM O DISCÍPULO: AO APRENDIZ É DADO O ESPÍRITO, O MESMO SE MOVE /AGE NO INSTRUÍDO, CONCEDENDO-LHES DONS (1 Co 12.7-11) “PARA O QUE FOR ÚTIL”, E, “O MESMO ESPÍRITO OPERATODAS ESTAS COISAS”. RESUMINDO: O ESPÍRITO QUE DÁ E OPERA O FAZ COM EQUILÍBRIO, PRUDÊNCIA, MODERAÇÃO, BEM APLICADO. SE ASSIM É, TRANSMITIREMOS AS QUALIDADES SUPRACITADAS.

Por Fernando José.


Postar um comentário