domingo, 21 de agosto de 2016

Coalizão Carismáticos-Calvinistas





De antemão, fica clarividente que há diferença entre continuacionismo, pentecostalismo, carismático e movimento carismático.

Na relação Carismáticos-Calvinistas é necessário aprendermos e vivermos a cordialidade anexa à proximidade.

Entendo que a realidade sobre os dons espirituais é mais prática do que teórica. Os que creem e buscam se reservam a falar ou não sabem como ‘defender’, do outro lado, os cessacionistas não têm o que falar, pois não tem a prática – não podemos falar do que não conhecemos!

Então como deveria ser, no meu entender, a atitude de cada uma das partes? Vejamos: Os Calvinistas reconhecerem a arrogância da historicidade e tradição - fala-se muito em sínodos, credos, etc. deixando praticamente tudo na esfera intelectual, embora esse aspecto seja importante. Os Carismáticos reconhecerem a arrogância do 'poderio espiritual e miraculoso' - em sua maior parte desenfreado. A literatura pentecostal concernente a dons ainda é muito frágil em relação ao que se é feito com os dons. Nem posso dizer que "fala-se muito", porque até o que se é falado é bem pouquíssimo, esquivam-se por demais para não falarem no assunto.

Chegaríamos a um consenso em que os Calvinistas estariam na base e/ou retaguarda supervisionando, dando instrução, transmitindo conhecimentos, colaborando para que haja convicção e firmeza naqueles que tem vigor para resolver, 'revelar',  viver na esfera milagrosa, inspirar fé nos outros, serem usados por Deus para alteração de circunstâncias... 

Em suma, o que importa é que nessa coalizão Carismáticos-Calvinistas haja exortação, que digam as palavras do Espírito Santo e tenham bom senso reconhecendo, cada um, o seu lugar estabelecido pelo Espírito.

Independentemente de convicções, reconheçamos o que é para a nossa época. O que está disponível para hoje, está. Vivamos as ‘Coisas do Espírito’!


Por Fernando José.


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.



Postar um comentário