terça-feira, 6 de agosto de 2013

Série: Vem pra Macedônia! (Parte 1)


por Fernando José.

“E, tendo passado por Mísia, desceram a Trôade. E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. E, logo depois desta visão, procuramos partir para a Macedônia, concluindo que o Senhor nos chamava para lhes anunciarmos o evangelho. Atos 16:8-10

PASSAR À MACEDÔNIA é viajar, é passar de um lugar para outro a fim de pregar as Boas Novas, pois fazendo isto, haverá expansão do Evangelho, haverá conversões (conversão do empresário, do servo, do livre...), haverá alvoroço, recepção etc. Nessa série mostraremos que, para PASSAR À MACEDÔNIA é necessário seguir alguns passos, passar por diversas situações e experiências.  A passagem bíblica supracitada faz parte da Segunda Viagem Missionária do Apóstolo Paulo. Para entendermos a Segunda Viagem é necessário entendermos a Primeira, e, falando em Primeira Viagem Missionária, claramente nos referimos a MISSÕES. Então vamos lá, por parte, até que passemos à Macedônia:

A base das MISSÕES é o próprio Cristo. Vivendo MISSÕES seguimos a ordem de Cristo, imitamos a Cristo. Ao fazermos MISSÕES entendemos que devemos propagar o ensino de Cristo. A Bíblia é a ferramenta principal (não única) do missionário, usando-a temos como principal objetivo apresentar Cristo para as pessoas. Cristo de ser apresentado como Senhor e Salvador. O missionário expõe o Evangelho.

No Livro dos Atos dos Apóstolos capítulos 13 e 14 vemos o relato da Primeira Viagem Missionária de Paulo (ou seria de Viagem Missionária de Barnabé?); dois homens são separados: Barnabé e Paulo, bom é que gravemos isto em mente: Barnabé e Paulo e não Paulo e Barnabé!  Na lógica, Barnabé, no momento, é mais experiente que Paulo, foi um tipo de guia para este: “E, quando Saulo chegou a Jerusalém, procurava ajuntar-se aos discípulos, mas todos o temiam, não crendo que fosse discípulo. Então Barnabé, tomando-o consigo, o trouxe aos apóstolos, e lhes contou como no caminho ele vira ao Senhor e lhe falara, e como em Damasco falara ousadamente no nome de Jesus. E andava com eles em Jerusalém, entrando e saindo” (Atos 9:26-28). Também, na lista dos doutores aparece antes de Paulo: “E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo.” (Atos 13:1). E, a expressão do Espírito é clara: “... disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.” (Atos 13:2). Então, “cada um no seu quadrado”. 

por Fernando José.


CONTINUA...


Referências:
Geografia Bíblica – Claudionor de Andrade (CPAD, 2008).
Atlas de Estudos Bíblicos – João Batista Ribeiro dos Santos (Mundial Editora/ Templus, 2011).
Dicionário Bíblico - João Batista Ribeiro dos Santos (Editora Didática Paulista, 2006).
Bíblia Thompson (ECA).





Postar um comentário