quarta-feira, 9 de julho de 2014

Brasil X Alemanha: Lições para as nossas vidas!




Brasil e Alemanha entraram em campo na Semi-final da Copa 2014 - realizada no Brasil - e nesse clássico, entre disputas, desgaste, choros de alegria e de decepção mesclado com lamento, fica em relevo algumas considerações que líderes, grupos, entidades e/ou organizações devem observar:

1)      A Alemanha mostrou um grupo coeso.
2)      Nas entrevistas as palavras de ordem dos germanos foram: equipe, união, coletivo...
3)      O Brasil vive em torno de personalidades – na falta destas, há desequilíbrio.
4)      A Alemanha vive o trabalho contínuo, treinamento, aproximação, afinidade, agilidade!
5)      A Seleção Brasileira não forma um grupo refinado, trabalhado. Querem “curtir” as celebridades do momento, enquanto outros – preciosos, porém fora da mídia - ficam de canto, dentro do baú!
6)      Há facilidade alemã na troca de passes – todos são envolvidos, pois, o grupo é sinônimo de várias pessoas.
7)      Para a Alemanha, a finalização é mais importante que os nossos dribles, ‘banhos’, ‘chapéis’ e firulas.
8)      Essa Semi-final da Copa 2014 demonstra que não somos "os melhores", que há tempo para tudo: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1.
9)      Essa Semi-final também  afirma que "... o tempo e o acaso afetam (pertencem) a todos." Eclesiastes 9:11.

Por Fernando José.

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais

Postar um comentário