segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Comentário Sobre Mateus 6.9-13




(Mateus 6.9-13)


Pai nosso...Deus, na Bíblia, é considerado como o Pai de Israel (Deuteronômio 32.6), Pai de todos os povos      (Ml 2.10), Pai de órfãos (SL 68.5). No Novo Testamento temos explícito o ensino do Senhor: “todos vós sois irmãos” e “um só é o vosso Pai, o qual está nos céus” (Mateus 23. 8,9). Os crentes em Cristo “receberam poder de serem feitos filhos de Deus”; Ele é o nosso Pai(Gr. pater), Ele nutre(alimenta):   “ ... o pão nosso de cada dia  dá-nos hoje.”. Ele sustenta/protege: “... livra-nos do mal;”
“... que estás nos céus...” No livro de Isaías está escrito: “... o céu é o meu trono...” (66.1). Trono é “assento elevado em que ficam os soberanos nas ocasiões solenes”. Neste trono, Deus, não está assentado apenas em algumas ocasiões importantes, mas sim, a todo o momento, pois, diz a palavra: “estás nos céus”; a todo o momento em que esta oração é feita, o presente do indicativo entra em ação: “Ele (Deus) está nos céus”... Veja: Salmos 102.19; Eclesiastes 5.2; Daniel 12.28;
“... santificado seja o teu nome.” Aqui, reconhecemos a santidade do SENHOR. Exaltamos sua pureza. Samuel 2. 2 ; Salmos 145.17 e Isaías 6.3.
“venha o teu Reino...” Um pedido: que a Monarquia, o Domínio de Deus seja transportado para o lugar em que estamos. Cristo falou sobre as regras desse reino, Paulo complementou listando algumas características: “... justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo”. (Romanos 14. 17).
“seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu.” Vontade é decisão, desejo, escolha... Decisão de Deus. Desejo de Deus. Escolha de Deus. A vontade de Deus é boa, agradável e perfeita e deve ser experimentada (Romanos 12. 2)
“perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.” Para entendermos melhor esse trecho da oração recorreremos à parábola do credor incompassivo (Mateus 18.23-35).
“... porque teu é o reino, e o poder e a glória, para sempre. Amém!” Ao término da Oração Modelo, pronunciamos, definitivamente, que de Deus é o Reino (SOBERANIA, PODER REAL, GOVERNO, DOMÍNIO), o Poder (CAPACIDADE, HABILIDADE, DESEJO, PROPÓSITO) e a glória    (HONRA, MANIFESTAÇÃO DE BRILHO/ESPLENDOR). Assim é e o será!


Por Fernando José.


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.



Postar um comentário