quinta-feira, 10 de abril de 2014

LIÇÃO 2: O Propósito dos Dons Espirituais (Auxílio - Jovens e Adultos, CPAD, 2º Trimestre de 2014 - por Fernando José).



Estamos de volta com o nosso Auxílio para Lições CPAD nesse 2° trimestre do ano corrente. Desta vez vamos fazer um passeio bíblico no que diz respeito a algumas palavras chave: edificação, amor, corpo, membros, arquiteto, despenseiros... Nossa meta: aprendermos para melhor vivermos no Santo Evangelho!

1-    EDIFICAÇÃO: NOTÁVEL AUMENTO DE FORÇAS

Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. 1 Coríntios 14:12

Edificar é pensar em construir eclesiasticamente.  Edificar é, pelo Espírito, produzir efeito, trazendo notável fortalecimento do ensino e ministério (serviço). É servir empregando esforços pra que haja progresso, progresso espiritual nas igrejas locais. Falando em edificação e vivendo-a, juntaremos elementos diferentes para formar um todo, faremos combinações e composições para formar uma estrutura sólida de amor, unidade e ordem! A igreja só obterá bons resultados se houver o fortalecimento mútuo que inclui serviço – ou socorro – em favor dos santos do Santo Evangelho através de:

Encorajamento,
Ânimo,
Aumento de forças.

2-    SÕMA E MELOS

No corpo (sõma) não há superioridade concernente aos membros (melos)! Ver: 1 Coríntios 12.14-27.
V. 14- MUITOS MEMBROS, UM CORPO.
V. 25- IGUAL CUIDADO UNS DOS OUTROS.
V. 27- MEMBROS NÃO DOS HOMENS, NEM DAS INSTITUIÇÕES TERRENAS. CORPO DE CRISTO, MEMBROS DE CRISTO.
Um misto de individualidade e mutualidade (Romanos 12.5). Membros que trabalham, representam, agem... Ligados de forma vital numa operação diversificada (Romanos 12.4) e harmoniosa.

3-    DONS EXERCIDOS COM AMOR

“Viver uma vida de amor é o ‘caminho mais excelente’ e o caminho da verdadeira espiritualidade” (Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento, CPAD).

Seguindo os excertos bíblicos (Romanos 12:9-10; Efésios 4:15-16) e o Capítulo do Amor (1 Coríntios 13) entendemos que, no ministério dado pelo Espírito Santo, devemos servir em doação, praticando atos originados em Deus. O Comentário Judaico do Novo Testamento (Templus) deixa evidente que: “o amor é a plenitude da Torá”. Os dons espirituais não trazem orgulho, pois a fonte é pura, de luz (Tiago 1.17). A Igreja de Cristo, ao recebê-los, deve entender quais são os interesses primordiais. Talvez estejam usando-os sem amor, o que não traz valorização para os demais.
Despojamento sem amor não vale! Martírio sem amor piorou! (1 Coríntios 13.3).

AMOR CRISTÃO
Amor: Palavra que é melhor exercitar (‘fazer valer’) do que tentar explicar, expor. A falta dele se tornou uma ferida no meio cristão. Tudo se resume nele. Amor é maior que o “APEGO” (estima entre as pessoas). O amor é maior - muito maior- que a VENERAÇÃO (“levantar a cabeça” de um ou uns, para honrarem, seguirem ou cultuarem).  Na veneração, os menores reverenciam ou servem ao maior, i.e., o maior impera sobre os menores pelo fato de ter dons, privilégios, poder, bens, etc. Amor é BONDADE. Desse modo, O MAIOR - o que chegou antes, o que tem privilégios, o que têm dons - é quem serve, ajuda o menor, contribui para a melhora e compartilha... Esse AMOR está em Cristo.

Quais são as propriedades do amor? Os versículos 4-7 do capítulo 13 da referida carta responde:

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:4-7

Vemos ainda a parcialidade dos dons frente ao Caminho Mais Excelente: "O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;" 1 Coríntios 13:8

4-    ARQUITETOS E DESPENSEIROS

ARQUITETOS

O arquiteto (architektõn) segundo a linguagem bíblica, baseada na cultura da época, é aquele que começa a obra: "Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento..." (1 Coríntios 3:10). Paulo foi o que começou a obra ali em Corinto e todo desenvolvimento se dá a partir desse ponto: "... e outro edifica sobre ele..." (1 Coríntios 3:10). O arquiteto citado na passagem seria o que hoje chamamos de Mestre de Obras. O arquiteto é doutor, orientador, zeloso e líder

Vejamos as supracitadas qualidades na vida do Apóstolo Paulo:

DOUTOR - E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo. Atos dos Apóstolos 13:1. Era ele o homem que gostava dos “... livros, principalmente os pergaminhos.” 2 Timóteo 4:13.

ORIENTADOR – Orientador de Timóteo, Tito, Filemon e demais cooperadores, não somente isto, também era orientado pelo Espírito:
E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito não lho permitiu. E, tendo passado por Mísia, desceram a Trôade. E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. E, logo depois desta visão, procuramos partir para a Macedônia, concluindo que o Senhor nos chamava para lhes anunciarmos o evangelho. Atos dos Apóstolos 16:6-10.

ZELOSO E LÍDER- Tinha um cuidado paternal com os liderados e as igrejas estabelecidas. Vemos o exemplo disso nas epístolas.

Em síntese, temos o seguinte:
a.     FUNDAMENTO – Cristo.
b.     EDIFÍCIO – Igreja.
c.      ARQUITETOS, EDIFICADORES E MANTENEDORES – os santos do Santo Evangelho que operam na defesa e no cuidado.


DESPENSEIROS

"... como bons despenseiros da multiforme graça de Deus."
1 Pedro 4:10

O despenseiro tem o governo da casa/propriedade, administrando as untos domésticos, da família – no nosso contexto, mordomo da ou na família de Deus. O despenseiro intervém na família com a preparação e combinação, objetivando a edificação da Casa, do Corpo! Ele atua com companheirismo, tendo cuidado dos menores, indefesos e aparentemente incapazes. Seria a vivência da qual Apóstolo Tiago: “A religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.” Tiago 1:27


Por Fernando José.


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais


Bibliografia:
Bíblia Sagrada
Bíblia Online - Disponível em http://www.bibliaonline.com.br/ . Acessado em 10/04/2014.
Lições Bíblicas CPAD - 2° Trimestre de 2014: Dons Espirituais e Ministeriais - Servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário.
M. Unger / W. White Jr. / W. E. Vine. Dicionário VINE - Editora Casa Publicadora das Assembleias de Deus. 7ª edição (CPAD, Rio de Janeiro: 2006).
RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento (CPAD, Rio de Janeiro: 2008).
Novo Testamento Interlinear - GREGO-PORTUGUÊS (Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo: 2004).
STERN, David H. Comentário Judaico do Novo Testamento (Templus, São Paulo: 2008).
O Inconformista. Disponível em http://oinconformista10.blogspot.com.br/ Acessado em 10/04/2014.



Postar um comentário