sábado, 23 de maio de 2015

Ministro da Palavra ou Profissional sem palavra?




Há um terrível abismo entre ministro da pregação e profissional da pregação! Há muitos envolvidos na pregação e pouquíssimos interessados em analisar o que é pregado - a começar pelo mensageiro. Não se dá importância à mensagem em sua essência (kerigma), e constatamos o desleixe do pregador.

Em síntese, a maioria esmagadora dos "pregadores" hodiernos não se alegra em assentar-se para aprender com quem pode instruí-los. Para estes, tornar-se pregador da Palavra é alcançar um nível primevo de semideus.

Ei, pregador meia boca, acorda! Desperta...


Fernando José.

Postar um comentário