quarta-feira, 21 de maio de 2014

LIÇÃO 8: O Ministério de Evangelista (Auxílio - Jovens e Adultos: CPAD, 2º Trimestre de 2014 - por Fernando José).




Evangelista


“... e outros para evangelistas...” (Efésios 4. 11).


Primordialmente, o Evangelista é aquele que comunica as mensagem do Evangelho, conscientizando os ouvintes do pecado, levando-os ao perdão por intermédio da obra salvadora de Cristo. Evangelistas são:

- mensageiros,
- proclamadores,
- anunciadores,
- pregadores,
- apregoadores.

Os Evangelistas seriam ‘os garotos-propaganda’ que trazem as boas novas relativas ao Filho de Deus!
No evangelho hodierno fica complicado definir essa função – essencialmente no pentecostalismo e neopentecostalismo. Há uma suposta mescla quanto ao pregador, evangelista, conferencista, missionário, etc. Originalmente falando, o evangelista, no contexto bíblico, engloba todo o supracitado: ele é o pregador do Evangelho que tem na essência ser missionário. Quanto ao conferencista, considero como fruto da mentalidade gospel do momento atual. Não quero aqui deixar de reconhecer os conferencistas, mas, ir de encontro aos pseudoconferencistas que não sabem o que significa a palavra ‘conferência’. Também não sabem ministrar uma palestra e ainda pensam que fazer conferência é pregar de todo e qualquer jeito pelas igrejas do Brasil afora!

O Evangelista, o Evangelho e o Evangelismo

o Evangelho
Partindo do princípio de que a base das Missões ou Evangelismo é o próprio Cristo, o evangelista segue a ordem de Cristo, imitando a Cristo, propagando oseu ensino! A Bíblia é a principal ferramenta do evangelista – eu disse: a principal, não a única. E, por esta ferramenta, o evangelista apresenta a Cristo como Senhor e Salvador. O evangelista é o missionário que expõe o Evangelho. Ele tem em mente que esse Evangelho é as Boas Novas do Reino e da Salvação por Jesus Cristo, e que a sua base é a morte, sepultamento, ressurreição e ascensão do Mestre! A ordem foi dada (Marcos 16.15) e o evangelista não é estático, ele é dinâmico obedecendo ao chamado, ao chamado de ir, viver, caminhar sair, prosseguir, passar de um lado para outro à semelhança de um forasteiro (1 Pedro 2.11).

o Evangelismo
O evangelista entende que o Evangelismo são as estratégias utilizadas para levar a mensagem do Evangelho. Em resumo, a Mensagem é a mesma – nada tiramos, nada acrescentamos. As estratégias são rotativas, dinâmicas... precisamos entender nos dias de hoje que aqueles métodso utilizados em décadas posteriores envelheceram, tornaram-se decrépitas pelo uso. O que funcionou no século pasado, passou-se! Estamos diante de novos desafios (principalmente ubano), novos e inúmeros grupos sociais tem surgido, há necessidade de capacitação e  mobilização eclesiástica, pois a maioria dos que “fazem a obra”, pregam sobre seu próprio reino e castelo! O cerne é Cristo, não sua denominação, seu grupo, sua célula ou qualquer outra coisa desse gênero. Outrs acham que não preciso de um preparo teológico, poisentendem muito mau o sentido/significado de Teologia. O pregador, seja evangelista ou missionário, deverá entender , a grosso modo, que existe a diferença entre teologia acadêmica e teologia prática; não preciso ser um teólogo acadêmico para ser um pregador do evangelho, preciso, porém, viver a teologia prática: falar com Deus, falar sobre Deus, ler a Bíblia, compartilhar do que li, agir sob a direção de Deus, interagir com Deus... quando faço isso, faço Teologia -  Deus em primeirgo lugar . Então, se o evangelista disser que não gosta de Teologia, está sem discenimento, sem sabedoria, é um bobo. Se alguém diz que não gosta de Teologia, claramente e muitas vezes de forma inocente, está proferindo que não gosta de Deus e das suas coisas... Acadêmicos, quase que não. Práticos sempre! Ainda sobre as estratégias, em seu cuidado nesta obra, o evangelista compreende que na propagação da mensagem, há o envolvimento de pessoas:

1.     Jesus Cristo, o que dá a ordem e a mensagem,
2.     O Pregador, que é o mensageiro, 
3.     O Ouvinte - que pode ser culto ou inculto, civilizado ou não civilizado.

Nessas estratégias para a divulgação do Evangelho no mundo hodierno, a igreja se desapega dos bens e se apega às pessoas, criando um evangelho humanitário e social – que são ideias que vão de encontro a muitos discursos ideológicos em muitas comunidades evangélicas nos dias de hoje! Não esqueçamos: Servir a comunidade ao redor, é uma das partes integrantes do evangelismo. A mensagem não deve ficar restrita aos nossos templos, ela será divulgada fora deles...



Textos Complementares 1

ESTAMOS (VERDADEIRAMENTE) PREGANDO O EVANGELHO?

Convidamos as multidões para salvação, enquanto não temos certeza da própria. Convidamos para cura, enquanto recorremos para os nossos próprios esforços, deixando de investir no sobrenatural e, duvidamos quando ela acontece. Conclamamos para a libertação, quando carecemos da mesma. Falamos da nova dimensão, quando vivemos naquela velha desunião. Não é necessária a propaganda sutil por parte das igrejas, a fim de disputar com outras denominações, para todos presenciarem, quem tem o melhor pregador, o (a) melhor cantor (a), quem tem melhor nome, quem está crescendo mais, quem tem e pode ganhar mais dinheiro (por falar em “Money”, as denominações estão mais preocupadas com a conversão do bolso do que com a da alma, que é mais preciosa pra Deus). A concorrência da Igreja, segundo a Bíblia, não é contra si mesma e sim contra as astutas ciladas do diabo! (Efésios 6.10-11) Pregar o Evangelho significa pronunciar sermões acerca da Doutrina de Cristo, preconizar a Norma que é tida como verdadeira. Isso quer dizer que, a regra que a Igreja proclama não deve ser utopia, fantasia ou estória...

Devocionais - Fernando José. Disponível em: http://oinconformista10.blogspot.com.br/search/label/DEVOCIONAIS



Textos Complementares 2

A igreja e o evangelismo

QUANDO “FINALMENTE (JESUS) APARECEU AOS DOZE...” DEU-LHES UMA TAREFA: MARCOS 16. 15-18, E ESTA SERIAM ACOMPANHADAS DE ATOS, OPERAÇÕES E DONS SOBRENATURAIS. EM RESUMO: ALGUNS TERIAM A FUNÇÃO DE ALIVIAR OS DEMAIS DE SUAS CARGAS, JOGÁ-LAS FORA. DESSE MODO, O EVANGELISMO ATINGE O HOMEM DE FORMA COMPLETA, PREENCHENDO TODAS AS NECESSIDADES. A IGREJA PROMOVE ACORDO, RECONCILIAÇÃO, HARMONIA, CONDIÇÕES DE IGUALDADE, SIMETRIA, EQUILÍBRIO... A IGREJA NÃO SÓ PREGA, TAMBÉM AGE. A IGREJA APREGOA A IDEIA (NORMA, DOUTRINA) QUE É TIDA POR VERDADEIRA E, TAMBÉM ASSISTE AOS POBRES, ENFERMOS. EM O NOME DE JESUS, BEM PRÓXIMOS A ELE, OBEDECENDO A CHAMADA, ALIVIAREMOS OS DEMAIS, JOGAREMOS FORA AS CARGAS; ENVIADOS E UNGIDOS PELO ESPÍRITO, MUNIDOS DOS SEUS DONS, FAREMOS PROEZAS SOBRENATURAIS!

Devocionais - Fernando José. Disponível em: http://oinconformista10.blogspot.com.br/search/label/DEVOCIONAIS


Textos Complementares 3

Missão e Pós-Missão

Logo após a MISSÃO (1ª Viagem Missionária: Atos 13.4-14.26), vem o PÓS-MISSÃO (2ª Viagem Missionária), que se resume em: Depois de anunciarmos a palavra do SENHOR e ganharmos almas, voltaremos para ver como estão. É necessário acompanhamento, habilidade para discipular - discipular aqui não é você expor doutrinas da sua igreja ao novo convertido - já está destinada uma doutrina para aprender: a de Cristo. O missionário se organiza para estar presente, caminhar com os novos discípulos.

Devocionais - Fernando José. Disponível em: http://oinconformista10.blogspot.com.br/search/label/DEVOCIONAIS



Por Fernando José.



Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais


Bibliografia:
Bíblia Sagrada.
Lições Bíblicas CPAD - 2° Trimestre de 2014: Dons Espirituais e Ministeriais - Servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário.
M. Unger / W. White Jr. / W. E. Vine. Dicionário VINE - Editora Casa Publicadora das Assembleias de Deus. 7ª edição (CPAD, Rio de Janeiro: 2006).
Novo Testamento Interlinear - GREGO-PORTUGUÊS (Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo: 2004).
O Inconformista. Disponível em http://oinconformista10.blogspot.com.br/ Acessado em 21/05/2014.




Postar um comentário