terça-feira, 13 de maio de 2014

PREGADORES DO EVANGELHO OU MERCENÁRIOS NO CURRAL DAS OVELHAS?




De forma esmagadora , parte dos pregadores hodiernos não tem essência missionária, aparentemente - e pelos frutos - não receberam ou não entenderam a ordem de envio do Mestre que convoca, ensina, capacita e dá autoridade para ir! Consideramos os tais como “Comerciantes da Fé”, pois, só visam o lucro ($), os tesouros desta vida... Almas, missões (de qualquer ordem), problemas sociais, desafios (urbanos ou de outro tipo) são verbetes que estão de fora de seus dicionários. “PREGO PORQUE GANHO!” esse é lema. No dia que deixarem de ganhar, cumpre-se o ditado: “Acabou o milho, acabou a pipoca!”. Na lógica, quando o Bom Pastor refere-se ao Ladrão (João 10.10), não está dirigindo-se própria e diretamente ao Diabo, e sim, ao mercenário (pastor falsificado) que não entra pelo lugar comum, que não tem atitude nem a autoridade de pastor autêntico. E é isso o que alguns tem sido: só trabalham (pregam) por interesse, bandoleiros à beira da pista espreitando as ovelhas! E não me venham com sermão tipo “Não pode atar a boca do boi” ou “Salário do trabalhador”. Trabalhador é trabalhador, obreiro é obreiro – digno de honra, mercenário é mercenário e ponto.

Por Fernando José.

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.






Postar um comentário