quinta-feira, 8 de maio de 2014

LIÇÃO 6: O Ministério de Apóstolo (Auxílio - Jovens e Adultos: CPAD, 2º Trimestre de 2014 - por Fernando José).




Apóstolo
*Aquele que tem qualidade ministerial (não dom espiritual),
*Aquele que é mandado,
* Aquele que é destinado a cumprir uma missão,
*O mensageiro.

A lista dos primeiros discípulos
Referências bíblicas acerca da lista dos discípulos que, formados e capacitados, foram selecionados para transmitir a mensagem do Mestre:
Mateus 4.18-21
Marcos 3.16-19
Lucas 6.14-16
João 1.35-51

Relação Mestre-Discípulo em primeira mão
O mestre escolhe aprendizes, que vivem, acompanham (sempre), ouvem, observam, aprendem...

Jesus Cristo e os discípulos
“E subiu ao monte, e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele. E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar, E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios” Marcos 3:13-15
1° Estavam com o Mestre.
2° O Mestre mandou-os pregar (aqui começa, na prática, o apostolado).
Jesus Cristo, o professor, seleciona, com cuidado os discípulos. Selecionando, forma e capacita-os. Capacitados, recebem do Mestre a confiança de transmitir os Seus ensinamentos às gerações futuras.

Apóstolos e Apóstolos
Em harmonia com o Novo Testamento, contamos 12 apóstolos. Apesar da restrição de Pedro, em Atos 1.22, momento em que o ‘inoperante’ Matias é nomeado a testemunha (apóstolo), depois de algum tempo, Paulo é estabelecido, de forma divina, ao mesmo posto, que ele se considerava indigno e pequeno de ocupar. Barnabé foi considerado como Apóstolo (Atos 14.4, 14). Em Romanos 16.7, Andrônico e Júnias são apóstolos que se distinguem entre outros apóstolos ou companheiros cristãos, sem essa nomenclatura, que se destacam entre os apóstolos? Haveria mais apóstolo no anonimato? Ver 2 Co 8.23. E nos dias atuais, há espaço para o apostolado? O ser chamado a apóstolo resume-se aos 12? A não aceitação da cristandade hodierna está relacionada com a não autorização e desacordo bíblico ao apostolado atual? Seria muita arrogância considerar-se apóstolo no período pós-neotestamentário? No presente, poderíamos ter apóstolos desde que se encaixem nos padrões requeridos? – parece-me que os padrões estabelecidos por Pedro não valem aqui!

O apóstolo é um enviado.
O apóstolo é um missionário que está a serviço daquele que o enviou!

O Apóstolo e os demais que servem
A responsabilidade do apóstolo - juntamente com os evangelistas - é grande em relação aos demais do ministério que tem responsabilidade local, mais isso não é motivo de vanglória pois ambos têm um objetivo: o Serviço.
Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, (Efésios 4:12-15)

O Apóstolo – é o fundador da igreja, o arquiteto.
O Profeta – fala a palavra de Deus.
O Evangelista – comunica as mensagem do Evangelho, conscientizando os ouvintes do pecado, levando-os ao perdão por intermédio da obra salvadora de Cristo.
O Pastor – discipula, aconselha,
O Mestre – aplica as verdades extraídas do Livro.

Sobre o apóstolo como fundador ou arquiteto
O arquiteto (architektõn) segundo a linguagem bíblica, baseada na cultura da época, é aquele que começa a obra: "Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento..." (1 Coríntios 3:10). Paulo foi o que começou a obra ali em Corinto e todo desenvolvimento se dá a partir desse ponto: "... e outro edifica sobre ele..." (1 Coríntios 3:10). O arquiteto citado na passagem seria o que hoje chamamos de Mestre de Obras. O arquiteto é doutor, orientador, zeloso e líder.


Textos Complementares 1
Que tipo de enviados da parte de Deus, nós somos? ‘Enviado’ na prática ou como um nome de quem vive, mas está morto? Enviados que criticam os guetos ou estão inseridos neles, pregando, agindo, ensinando...? Se eu não vou, por que vou de encontro às estratégias hodiernas que são utilizadas para pregar o Evangelho? Nessa viagem nossa de cada dia os enviados tem sido dinâmicos? Têm trazido grãos (alimento) para as vidas famintas? Que tipo de alimento os enviados têm administrado e distribuído com os demais? E quanto à água para o sedento? De que forma está o poço dos enviados? E o recipiente que tira água do poço? Que tipo de enviados nós somos? Transformados? Reformados? Transtornados? Deformados?

Textos Complementares 2
“Esses doze... tornara-se fundamentais no estabelecimento da igreja e serviram de figuras de autoridade na igreja primitiva”
GRENZ, Stanley J. Dicionário de Teologia - Edição Bolso – p. 13. 2ª impressão. (São Paulo: 2001, Editora VIDA).

Textos Complementares 3
“A palavra ‘apóstolo’ é usada para os representantes indicados por uma pessoa de alta posição e implicam que eles falam e agem sob e com a autoridade de tal pessoa.”
RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento – p. 102 (CPAD, Rio de Janeiro: 2008).


Por Fernando José.


Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais

Bibliografia:
GRENZ, Stanley J. Dicionário de Teologia - Edição Bolso -  2ª impressão. (São Paulo: 2001, Editora VIDA).
RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento (CPAD, Rio de Janeiro: 2008).
Bíblia Sagrada.
Lições Bíblicas CPAD - 2° Trimestre de 2014: Dons Espirituais e Ministeriais - Servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário.
M. Unger / W. White Jr. / W. E. Vine. Dicionário VINE - Editora Casa Publicadora das Assembleias de Deus. 7ª edição (CPAD, Rio de Janeiro: 2006).
Novo Testamento Interlinear - GREGO-PORTUGUÊS (Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo: 2004).


Postar um comentário