sábado, 19 de janeiro de 2013

E a família, como vai? (Parte 1/2)





Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. (1 Timóteo 5:8) - ACR Fiel.



Quando nos referimos a relação com Deus, entende-se que essa relação consiste em 2 (duas) traves: Vertical e Horizontal (Cruz). Logo,  a relação Vertical é com Deus e a relação Horizontal com os homens.

Temos um exemplo clássico e bíblico (Relação Vertical): O Rei Davi. 

Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade. Atos 13:22.


Outros exemplos (Relação Horizontal do Rei Davi): 

E Jônatas fez jurar a Davi de novo, porquanto o amava; porque o amava com todo o amor da sua alma.1 Samuel 20:17. 

E disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, ao ungido do SENHOR, estendendo eu a minha mão contra ele; pois é o ungido do SENHOR.1 Samuel 24:6. 

E disse Davi a Abisai: Nenhum dano lhe faça; porque quem estendeu a sua mão contra o ungido do SENHOR, e ficou inocente? Disse mais Davi: Vive o SENHOR que o SENHOR o ferirá, ou o seu dia chegará em que morra, ou descerá para a batalha e perecerá. O SENHOR me guarde, de que eu estenda a mão contra o ungido do SENHOR; 1 Samuel 26:9-11.


Mas, quanto a família de Davi nessa relação horizontal?
Temos bons exemplos na relação horizontal de Davi, externamente. E quanto aos da casa?
Não falamos com referência ao perdão - Davi deu um ‘show’ concernente a isso. Falamos de estrutura familiar, de relacionamentos internos, casa, lar, domésticos...
Externamente somos considerados homens e mulheres de Deus, profetas, intercessores, apóstolos, bispos, pastores, reverendos... E quanto à família, como vai?
Temos nossas preocupações com a vida, temos nossas acomodações e... A família como vai?
Os do lar - seja esposo(a), filho(a), parentes, naturais... - estão bem direcionados?
A nossa família e parentela são as nossas ‘próprias coisas’, é a nossa geração, são os nossos congênitos...
E a família, como vai? Precisamos tomar conta.
E a família, como vai? Precisamos de direcionamento da parte de Deus para direcioná-los.
E a família, como vai? Só jejum, campanhas de oração, de ‘dar o tudo’ não resolve. Inspira cuidados.
E a família, como vai? É preciso pensar nestas coisas.
E a família, como vai? Não é só de pão que ela vive.
E a família, como vai? Que legado deixaremos para a nossa parentela, para a nossa geração?
Como tem sido o nosso relacionamento com Deus, com os demais e com a família?
E a família, como vai? Bons exemplos externos, ainda que aparentes; chegou a hora dos internos...
E a família, como vai? Se nos tornamos piores do que os incrédulos, qual será a sorte dos nossos?
E a família, como vai?


Por Fernando José.




Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.
Postar um comentário