sábado, 26 de janeiro de 2013

JOÃO, o BATISTA





Fazendo uma análise sobre a verdadeira história de JOÃO, o BATISTA, destacamos o seguinte:


SEU NASCIMENTO
Nasceu de forma miraculosa, pois, Isabel, sua mãe, era avançada de idade e estéril (o que era, na época, motivo de desprezo e afronta). Deus operou de tal forma, fazendo aquela mulher conceber, que ela agradeceu ao Senhor pelas suas obras: Lucas 1.25.

SUA VIDA
# Um homem enviado de Deus (João 1.6).
# Veio para que testificasse da Luz (Jesus Cristo) (João 1. 7, 15).
# Não deviam crê nele como sendo a Luz, e sim, crerem por ele na Luz (João 1.7,8).

O “BATISTA”
Podemos constatar que o seu nome era João (Lucas 1.13, 57-63). Porém, durante seu ministério, recebeu a alcunha “o Batista”. Portanto: João, o batista, que significa: João, o que batiza (João 1. 25, 26, 28, 31, 33).


v. 25- “ ... por que batizas...”

v. 26- “...eu batizo com água...”

v. 28- “...onde João estava batizando...”

v. 31- “...vim eu, por isso, batizando com água...”

v. 33- “(Deus) o que mandou a batizar com água...”


HUMILDADE
Apesar de ser um grande homem de Deus, enviado por Ele, sendo até mesmo elogiado pelo Senhor Jesus, foi humilde (Mateus 11. 7-11).

SEU CASTIGO E MORTE
Leia Marcos 6. 17-29

CONCLUÍMOS então que João teve um nascimento miraculoso, uma vida justa e santa e, um trágico desfecho.


Por Fernando José, em Junho/2007.




Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material, desde que informe o autor. Não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.


Postar um comentário